Início / Meio Ambiente / Saiba como ajudar as vítimas do ciclone em Moçambique

Saiba como ajudar as vítimas do ciclone em Moçambique

ajudar vítimas do Ciclone Idai, Moçambique

passagem do ciclone Idai no sudeste da África deixou centenas de mortos e desabrigados em Moçambique, no Zimbábue e no Malaui. Na região moçambicana de Beira, onde o estrago foi maior, há pessoas ilhadas, sem água e sem comida, e integrantes de equipes de ajuda humanitária estão preocupados com o risco de surto de cólera.

Confira abaixo algumas organizações internacionais e entidades filantrópicas que estão recebendo ajuda para as áreas afetadas.

ONU– Um comitê internacional de ajuda humanitária a crises das Nações Unidas aceita doações para fornecer alimentação medicamentos e abrigo para os três países atingidos pelo ciclone;

Unicef – Outro organismo da ONU iniciou campanha de emergência para coletar novas doações. Segundo estimativa da organização, há mais de 600 mil crianças desabrigadas;

Médicos sem Fronteiras – O fundo de emergência da organização humanitária reúne doações em dinheiro para arcar com equipamentos como filtro de transfusão, soro e purificadores de água;

Caritas – A organização católica internacional também aceita doações em dinheiro pela internet para custear alimentos, medicamentos, abrigo e outros itens de ajuda humanitária;

Centro de Excelência contra a Fome nos EUA – A entidade se dedica a entregar alimentos em regiões atingidas por desastres;

Save the Children– Organização destinada a ajudar crianças pelo mundo coleta ajuda para o desastre causado pelo ciclone Idai e outras tragédias humanitárias;

SOS Children’s Villages – Entidade que ajuda crianças e comunidades atingidas por tragédias humanitárias faz campanha por doações para oferecer cuidados a vítimas do ciclone Idai;

Oxfam– Entidade internacional de combate à pobreza que reúne 19 organizações e milhares de parceiros. A Oxfam está na região afetada e procura assegurar aos sobreviventes acesso à água tratada e comida. O objetivo é ajudar 500 mil pessoas;

Comitê Judaico-Americano de Distribuição Conjunta– A organização filantrópica judaica dos EUA aceita doações em reais brasileiros para reforçar a ajuda com itens médicos aos países atingidos pelo ciclone;

Catholic Relief Services (CRS)– Fundo católico norte-americano que recebe ajuda de diversos países para catástrofes humanitárias está em campanha para recolher doações após passagem do ciclone Idai;

ASEM Mozambique – Organização filantrópica sediada em Moçambique sofreu com os danos do ciclone na região de Beira e pede ajuda;

Humanity & Inclusion – Há integrantes desse grupo em Moçambique, e eles pedem doações para fornecerem alimentos, água e abrigo aos atingidos pelo ciclone;

ActionAid – Neste momento, as necessidades mais imediatas incluem água potável, alimentos, combustível, kits de higiene, mosquiteiros, barracas e outros suprimentos. O fundo de emergência recebe doações em dinheiro, no valor mínimo de R$ 35. A meta é arrecadar R$ 50 mil.

Caminho do Ciclone Idai, Moçambique

Fonte: G1

Compartilhe esse conteúdo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *